Baixamar

Software livre e bibliotecas

Archive for the ‘Bibliografia SL’ Category

La biblioteca expandida en código abierto

Posted by João Manuel Peres Lijó em Sábado, 5 Fevereiro, 2011


O último número do Boletín de la Asociación Andaluza de Bibliotecarios (n. 96-97) inclue um interessante artigo de Nieves González Fernández-Villvicencio, La biblioteca expandida en código abierto, no que realiza um resumo da actualidade do software livre nas bibliotecas.

O artigo apresenta, em três partes, aspectos do uso de SL nas bibliotecas:

  • O uso dos ILS realizados com software livre entre os que cita a Evergreen, OPALS e Koha e o projecto OLE (Open Library Environment Project).
  • O uso de applis da web 2.0 dirigidas a melhorar o uso das ferramentas bibliotecárias, e principalmente a utilização que os utentes realizam do catálogo, atravês, sobretudo, de ferramentas de descoberta como Vufind ou o eXtensible Catalog.
  • Por último as ferramentas de ajuda bibliotecaria, melhora dos portais das bibliotecas e dos catálogos:  Drupal, Library Thing…

Um artigo para ver o “estado da arte” atual no software para bibliotecas.

 

Anúncios

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software Livre, Web 2.0 | Com as etiquetas : , , | 1 Comment »

How Hard Can It Be?: Developing in Open Source

Posted by João Manuel Peres Lijó em Segunda-feira, 29 Junho, 2009


No último númeo do Code4Lib Journal (2009, n. 7) contamos com este artigo assinado por Joann Ransom, com Chris Cormack e Rosalie Blake.

O artigo faz um resumo explicativo do porquê da aparição deste ILS, o contexto no que se desenvolveu a ideia, os começos da criação do aplicativo e os objectivos que perseguiam:

  • Um produto que se pudesse instalar antes do Y2K
  • Um produto económico em termos de tarifas de instalação inicial e manutenção.
  • Um produto que corresse efectiva e rapidamente atravês de modem ou linha telefónica
  • Um produto atualizado e de boa e fácil interface para os usuários e o staff
  • Um produto que permitisse aceder ao catálogo desde a casa tão facilmente como desde a própria biblioteca
  • Um produto que facilitasse tembém o acesso fácil e rápido a outras bases de dados e fontes de informação atravês da Internet

O mais importante é na atualidade o pesso da comunidade e a sua extensão mundial, que converte este ILS no mais universalmente empregado na atualidade. Os dados a 16 de abril de 2009 são os seguintes:

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software Livre | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

Software livre para Bibliotecas: mais bibliografia

Posted by João Manuel Peres Lijó em Sexta-feira, 12 Junho, 2009


O companheiro Juan Manuel Zurita Sánchez esceve um novo post: Aires de Cambio,  com referências bibliográficas a artigos realizados desde México:

Sucinta bibliografía escrita por bibliotecólogos mexicanos en torno al tema del software libre

Vindo a incrementar os recursos sobre esta matéria disponíveis na rede em acesso aberto.

Quero agradecer a este autor o interesse mostrado na difusão deste software que procura a liberdade das bibliotecas e a adaptação dos recursos às nossas necessidades.

El Falso Letrado

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software Livre | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

Sistemas integrados de bibliotecas de código abierto: una descripción

Posted by João Manuel Peres Lijó em Segunda-feira, 1 Junho, 2009


Aparecem mais estudos sobre o uso do SL nas bibliotecas. Sistemas integrados de bibliotecas de código abierto: una descripción é a tese de licenciatura na Esculea Nacional de Biblioteconomía y Archivolnomía de Armando Escobedo Molina que estuda a utilização e implantação do SL nas bibliotecas do México.

O autor analisa 4 aplicativos de software livre para bibliotecas entre aqueles que, pelas suas carcaterísticas, podem ser considerados para a sua implantação nas bibliotecas mexicanas.

O anexo 1 (na imagem) mostra uma tabela comparativa entre os ILS seleccionados: Koha, Open MarcoPolo, OpenBiblio e Infocid.

comparativa

O anexo 2 oferece informaçao muito interessante sobre critérios a ter em conta à hora de escolher um ILS:  variáveis de decisões a considerar para a ótima escolha de ILS.

  • Âmbito Técnico: requerimentos mínimos de trajectoria e suporte que deve cumprir o fornecedor.

1

  • Âmbito Funcional: contempla os aspeitos utilizados para gestionar integralmente os processos e serviços de informação que satisfagam as necessidades de connecimento dos potenciais utentes. Inclue todos os módulos necessarios para uma determinada unidade de informação.

23

  • Âmbito Tecnológico: contempla os requerimientos mínimos informáticos e do sistema operacional sobre o que deve correr o software.

1

2

Conclusões:

Koha es una de las mejores opciones que se nos ofrecen en cuanto a sistemas de libre distribución para bibliotecas. Las razones son varias; la primera razón es por ser un sistema robusto y adaptable que posee normas, estándares, así como protocolos vigentes y de nueva generación consolidados y aprobados por la comunidad bibliotecaria internacional; la segunda razón es por poseer un constante desarrollo en su sistema, por parte de sus creadores y de la comunidad internacional; y la última razón es por tener el mayor número de documentación y soporte técnico.

Existen ventajas que hacen resaltar considerablemente algunas recomendaciones para adquirir un software libre para bibliotecas:
• Bajo costo de adquisición y libre uso
• Innovación tecnológica
• Requisitos de hardware menores y durabilidad de las soluciones
• Independencia del proveedor
• Adaptación del software
• Multiplataforma, multilenguaje
• Seguridad alta
• Libre de virus

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software Livre | Com as etiquetas : , | 4 Comments »

Computadores com open software nas bibliotecas

Posted by João Manuel Peres Lijó em Quarta-feira, 20 Maio, 2009


A última publicação dos Library Technology Reports da ALATechsource correspondente ao mês de abril trata a tema da instalação e uso de compuatdores com software aberto nas bibliotecas.

O autor do estudo é John Houser consultor em tecnologia e responsável na implementaãao de novas ferramentas tecnológicas, métodos e recursos em áreas como o open software, digitalização e desenvolvimento de bibliotecas digitais, repositórios institucionais… trabalhou em diferentes entidades públicas e privadas como PALINET, VTLS, Bibliotecas de Detroi e da UCLA…

Introdução ao documento: em um tempo em que a crise económica e as preocupações sobre as alterações climáticas estão a influenciar decisões, muitas bibliotecas estão  procurando maneiras de economizar dinheiro e reduzir o seu impacto sobre o ambiente. Este relatório fornece detalhadas informações sobre os sistemas operacionais, software e abordagens realizadas por três bibliotecas e uma instituição acadêmica que tenhem implementado open source para os computadores públicos. Explica como os sistemas operacionais o o software de código aberto, instalado no hardware adequado, pode diminuir os custes e, simultaneamente, proporcionar uma utilização fiável e satisfazendo os usuário. Contribue a ajudar os políticos a tomar decisões sobre as alternativas aos computadores com Microsoft Windows e Microsoft Office, nao apenas como um médio para reduzir os custos ou minimizar a pegada de carbono, mas também como um médio de proporcionar uma melhor experiência aos usuários das bibliotecas.

Para a consulta do texto completo pode ser adquirida desdo o próprio site ao preço de 43 dólares ou acessível a texto completo desde EBSCO para quem for suscritor.

librarytech

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software Livre | Com as etiquetas : , | 1 Comment »

Sistemas Integrados de Bibliotecas de Software Aberto

Posted by João Manuel Peres Lijó em Domingo, 1 Fevereiro, 2009


Voltamos a falar de Marshall Breeding, Director de Inovação da Biblioteca Jean and Alexander Heard da Universidade de Vanderbilt. Colaborador habitual da ALA Techsource e autor de vários dos seus relatórios: Library Technology Reports.

A sua última colaboração leva por título Open Source Integrated Library Systems (n. 8, vol. 44, nov.-dez. 2008), no que elabora um repasso do interesse crescente nestes últimos anos no uso de ILS abertos nas bibliotecas. No resumo do relatório indica que nos últimos anos o software aberto é visto como uma alternativa que ganha em popularidade. O Open Source software entrou na indústria da automatização bibliotecária, introduzindo um novo conjunto de sistemas bibliotecários integrados, sustentados por empresas que oferecem um modelo de negócio baseado nos serviços e no suporte e não no cobro de licenças.

O relatório proporciona informação básica para bibliotecas que necessitam considerar diferentes opções de ILS. Opina que hoje em dia os produtos de Open Source são suficientemente maduros. Em caso de ter que instalar um destes sistemas assinala que é preciso consultar as duas opções: software proprietário e aberto. Qualquer processo de avaliação de software não estaria completo se não contemplar as opções abertas.

Como conclusões afirma que o novo desenvolvimento do software aberto para ILS mostra um grupo de produtos que oferecem funcionalidades respeitáveis para bibliotecas. Ficaram atrás os dias pioneiros do software aberto para a automatização e agora apresentam recursos tecnológicos avançados.

Os ILS emergentes, e as companhias que os apoiam, modificaram as dinâmicas da indústria de automatização bibliotecária. Espera-se um incremento do número de bibliotecas que mudem a modelos de software aberto com suporte técnico. Muitas destas empresas têm criado produtos de alta qualidade com suporte avançado, e contam com a lealdade dos bibliotecários que apostam por estes sistemas.

O mundo dos ILS está em desenvolvimento constante. É possível que novos produtos e empresas apareçam no mercado. Os produtos atuais evoluirão. Os produtos e companhias que oferecem ILS proprietários deverão responder aos câmbios oferecidos pelo movimento de software aberto. Ao mesmo tempo, o conceito básico de ILS está mudando, o que prevê novas competições entre software aberto e proprietário.

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software Livre | Com as etiquetas : , | 2 Comments »

Por quê necessitam software livre as bibliotecas?

Posted by João Manuel Peres Lijó em Segunda-feira, 15 Dezembro, 2008


Open source is here. It’s growing.

You can be a part of it.

Queria reunir aqui alguns dos textos “justificando” o uso deste tipo de software para a gestão de bibliotecas que utilizei para o curso de SL realizado o passado 25 de Outubro.

Tenho que reflexionar, ao igual que fixem durante o curso, que a justificação não é diferente que para outro tipo de serviços. É por isso que não existe muita literatura sobre este tema ainda que há muitos profissionais trabalhando sobre ele.

Um dos artigos é o publicado por Dan Chudnov no site da OSS4Lib (Open Source System for Libraries): Open Source Library Systems: Getting Started, o artigo reflexiona sobre o SL em geral mas não especifica nada “novo” para o uso específico de SL para os ILS nas bibliotecas. Sim incide no peso da comunidade “profissional” para o desenvolver frente aos sistemas proprietários alheios ao serviço.

O artigo da Liblime: Why your library need open software, apresenta uma visão muito optimista fruto do seu próprio interesse como empresa (e do seu ILS Koha). Mas o artigo não deixa de ter interesse.

É importante a bibliografia organziada por Brenda Chawner: Open source software and libraries bibliography (2002-2006), é um referente nos estudos deste tema, mas na atualidade ficou um bocadinho desatualizada e mistura informação sobre o software livre e à sua aplicações nas bibliotecas como a informação sobre aplicativos.

O artigo de Edward M. Corrado: The importance of open software, open access and open standards for libraries, os três pés báscios para compreender o porquê da aposta pelo SL.

Proximamente a Junta da Galiza (Xunta de Galicia) vai publicar as actas das I Jornadas de SL para unidades e serviços de informação (1º. 2007. Santiago de Compostela) organizado dentro das Jornadas de Fesabid 2007.

Não há que esquecer uma obra fundamental editada em Espanha por umas das pessoas que mais está a investigar sobre SL para serviços de informação, Javier Tramullas: Tramullas, J. y Garrido, P. (coords.), Software libre para servicios de información digital. Madrid: Pearson Prentice Hall, 2006

Também quero fazer referência à obra já citada noutro artigo deste blog, a tese de Linda M. Riewe por ser o mais recente que eu conheço publicado sobre o SL nas bibliotecas.

Um resumo de outras obras pode encontrar no artigo de Susana Martins e Lino Oliveira publicado no blog da delegação Norte da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD): Software open source – o copo meio cheio ou meio vazio?

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software Livre | Com as etiquetas : | 1 Comment »

Inquérito sobre Sistemas Integrados de Bibliotecas: livre vs. proprietário

Posted by João Manuel Peres Lijó em Quarta-feira, 15 Outubro, 2008


Tese de Linda M. Riewe apresentada na Faculty of the School of Library and Information Science da Universidade Estatal de San José (Agosto de 2008).

Recolhe o inquérito realizado entre outubro de 2007 e janeiro de 2008 ao que responderam 113 bibliotecas que utilizam Koha, 119 que utilizam Evergreen, e 129 que utilizam software proprietário. O propósito do estudo é comparar os custes e benefícios dos ILS, e informar os bibliotecários ante a escolha de um software aberto ou um fechado.

Foram perguntados sobre os custos iniciais e anuais. O porquê da eleição do ILS, quem é o fornecedor, quem o hospeda e o serve…? O inquérito encontrou que o software aberto era melhor na relação de custes-benefícios que o proprietário. Ainda sendo as dificuldades dos bibliotecários com ILS livres maiores na instalação e com documentação incompleta, mostraram-se mais satisfeitos que os usuários de software proprietário.

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software Livre | Com as etiquetas : , , | 2 Comments »

Horizonte dos Sistemas de Gestão Bibliotecária ou LMS

Posted by João Manuel Peres Lijó em Quarta-feira, 30 Julho, 2008


Duas instituições do Reino Unido, a JISC (Joint Information Systems Committee) e a SCONUL (Society of College, National and University Libraries) promovem o relatório: An Evaluation and horizon scan of the current library management systems and related systems landscape for UK higher education. (Avaliação e horizonte dos actuais sistemas de gestão bibliotecária nas instituições de Educação Superior do Reino Unido).

O relatório, realizado em 2007, e publicado em abril de 2008, foi encarregado a três consultoras que realizaram um estudo de campo com inquéritos a bibliotecários e estudo dos sistemas de gestão utilizados nas bibliotecas das instituições de estudo superior.

O estudo analisa a “comodidade” com o uso dos LMS (ou ILS) instalados em cada instituição assim como a visão sobre o seu uso a curto praço e a demanda que os bibliotecários realizam sobre esses sistemas.

No resultado destaca que só 4 empresas cobrem perto do 90% do mercado de ILS nessas bibliotecas. Trata-se de: Ex Libris, Innovative (conhecido na Galiza pelo Millennium), SirsiDynix e Talis.

No estudo reflicte-se que no futuro não se prevê mudar de software já que todos eles mostram características similares. Da mesma maneira não se prevê a migração a sistemas baseados em software livre mentres as características sejam similares aos de sofware proprietário.

Posted in Bibliografia SL, Bibliotecas, Software, Web 2.0 | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

 
%d bloggers like this: